sexta-feira, 25 de setembro de 2009

8

Passou-se um mês e nosso namoro estava casa vez melhor. Quando fizemos um mês eu resolvi fazer uma surpresa pra Sophia.
No meio do intervalo eu me juntei no meio do pátio com uns amigos meus que têm uma banda. Bati no microfone com o dedo algumas vezes e chamei a atenção das pessoas.
- Oi gente. - falei no microfone procurando a Sophia, ela ainda não tinha chegado. - Hoje eu faço um mês de namoro com a menina que eu amo, então me ajudem a chama-la ta bom? Vamos lá: Sophia, Sophia, Sophia...
Ajuda muito ser conhecido nessas horas, todos querem ver o que você está fazendo e ainda entram na bagunça. Todo mundo começou a gritar comigo "Sophia, Sophia" até que ela apareceu, com cara de quem pergunta o que aprontou. Quando ela me viu com uma banda no meio do pátio ficou parada, chocada, me olhando. Eu comecei a rir, contei até três e a banda começou a tocar. Eu estava tocando violão e cantando. Começamos a cantar a música. "Era Luz dos olhos" do Nando Reis.
"Ponho os meus olhos em você se você está
Dona dos meus olhos é você, avião no ar.
Um dia pra esses olhos sem te ver é como o chão do mar
...
Pois meus olhos vidram ao te ver, são dois fãs um par
Pus nos olhos vidros pra poder melhor te enxergar
...
Pinta os lábios para escrever a sua boca em minha
A nossa música que eu fiz agora
Lá fora a Lua irradia glória e eu te chamo, eu te peço vem
Diga que você me quer porque eu te quero também
...
E eu gosto dela, e ela gosta de mim
Eu penso nela, será que isso não vai ter fim?"
Os alunos berravam e pulavam e abriam caminho na multidão pra Sophia passar e chegar no centro do pátio, onde eu estava. Eu só olhava pra ela, cantava pra ela, ela era o que importava. Ela veio, sorrindo e com os olhos brilhando.
Quando acabou a música eu fui andando até atrás da bateria e peguei um buquê de rosas vermelhas e brancas. Voltei pra perto dela, o sorriso dela estava mais bonito que nunca, eu percebi outra vez o por quê de estar tão apaixonado por ela. Ela lacrimejava de felicidade quando eu comecei a falar, sem microfone, só pra ela, segurando suas mãos.
- Soph, desde quando te vi, já senti que nós poderíamos dar certo juntando-se em um só coração. Queria te dizer muitas coisas lindas, mais quanto mais eu falo por mais que eu repita várias e várias vezes não vai ser o suficiente pra demonstrar o quanto é o meu amor por você ou o quanto você é linda - eu tremia, parei pra respirar fundo - Tudo o que trouxe pra você são simples rosas que não podem ser muito, mas representam os meus sentimentos por você, e o quanto o meu amor é puro por você, tudo que preciso é ter você aqui pra que tudo dê certo, você é o que eu preciso e o que quero, eu te amo.      

3 comentários:

Alice disse...

:O estou chocada, que declaração!
lindo, lindo *---------*

Carine .~ disse...

oisaoisa, ai se os hhomens fossem assim, se existisse um assim :x osiaoisao qqqqq NUNCA FILHA, so em historia mesmo ): ):

carli. disse...

o Gui é perfeitástico!*-*